Aug 6, 2008

A última vez

Acordou, ou melhor, se levantou, olhou para os lados, esticou os braços, as pernas, estralou o pescoço e as costas.
Deu alguns passos, já com dor; gemeu. Sentiu que estava sendo observada e esses olhares eram de descrédito.
Ao se deparar com o espelho, olhou-se longa e cuidadosamente e disse que desistia.
Para ela, desistir significava derrota. Mas simplesmente ela não aguentava mais e tinha que saber respeitar seus limites, que ela já havia ultrapassado há muito tempo.
Estava cansada, com dor, angustiada, em meio à escuridão de sua doença pouco e mal compreendida.
Deitou-se no chão, mais uma vez, uma última vez, tentando ser levada com um pouco de alívio. Em vão, claro.
Mas ela não sabia; nem precisava saber.

2 Comments:

  1. P. said...
    Então voltamos, hein? Adorei! Saudades!
    Lili said...
    Amigaaa, te entendo demais...passo por isso tb...só sabe quem sente...
    Adoroooo tu! ;)

Post a Comment



Template by:
Free Blog Templates