Oct 9, 2008

Eu queria te dizer quê

Argumentando que todos têm um limite e que ele havia chegado ao seu, ouviu:
- É verdade que todo mundo tem um limite, mas quando a gente ama a gente ultrapassa os nossos limites. Às vezes é preciso se afastar para respirar um pouco e continuar, mas continua.
Eu queria que você me desculpasse, me perdoasse e tudo o mais de ruim que o machucou. Eu queria que essas feridas passassem, cicatrizassem e você conseguisse olhar pra mim de novo e dizer que tá tudo bem, que eu não tenho o que temer porque nós somos um time e estamos juntos para o que quer que aconteça. Eu queria voltar no tempo e não ter ficado tão doente a ponto de estar vulnerável a tudo e a todos. Eu queria ter amadurecido antes de causar tanto prejuízo para mim, para você, para todos vocês. Eu queria não ter nos sabotado tanto, questionado tanto, duvidado tanto, por assim dizer. Eu queria que nada disso tivesse acontecido, para dizer a verdade.
A não ser você.
Você ter acontecido em minha vida foi das melhores coisas que me aconteceram, independente de como vai terminar essa história. Você veio numa noite em que eu estava tensa e tranquila ao mesmo tempo, sabe como é? Eu não procurava por nada nem por ninguém e foi justamente ali que te encontrei. Você me seduziu e eu me derreti toda com todas as suas intermináveis histórias e me perdi em você, em seu olhar, em sua boca, em seu sorriso, em suas mãos. E estou assim desde então. Você já saiu da minha vida uma vez por opção sua e permaneceu fora dela enquanto eu quis. Você me fazia um bem tão bom que chegou a me fazer mal. Entende? E eu escolhi acompanhar tudo de longe, mas sem perder nenhum detalhe, porque eu te amo e sempre amei, desde aquela noite, sofrendo, calada, sozinha, sem conseguir fazer nada. E depois de um tempo, por te amar e saber que você estava precisando de ajuda, eu voltei para a sua vida e deixei que você voltasse para a minha. E você foi, como sempre, meu companheiro, independente de rótulos. Você sempre me ajudou, me apoiou, me ergueu, me fortaleceu, me inspirou, me amou, me suportou até. Porque eu já estive completamente insuportável até para mim mesma. E você permaneceu ali, de mãos dadas comigo, às vezes chorando, às vezes sorrindo, ouvindo críticas e outras coisas impublicáveis; não me abandonou nunca, muito menos quando eu mais precisei. e eu agradeço a todo instante por ter você em minha vida e por você ser assim e por você ser você.
E agora, justo agora que eu não estou precisando de você, que eu simplesmente quero estar ao seu lado e me aproveitar de você, me perder de novo em você, planejar com você, viver com você. Agora, justo agora, você diz que chegou ao seu limite.
E eu não sei mais o que fazer...

3 Comments:

  1. ana cecilia said...
    Assim dói demais ...ai!!!!É tudo muito bonito..mas sofrido também!!! É por isso que a gente quer que tudo se resolva logo!!!Pra não sofrer mais tanto assim contigo!!!É horrível ter que te dizer pra ter calma, e essa não é a melhor forma !!!! Porque senão ficamos um como dois discos arranhados..!!!! Por assim dizer!!!! Quizera eu ter uma poção mágica que abreviasse todo o sofrimento e mágoa dos dois!!!!!
    KKKKKKKK eu só escrevo assim ridícula cheia de reticências e exclamações!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    A.L. said...
    Como diria o Chico, "deixa o barco correr, deixa o dia raiar..." Patience, darling, patience.
    D.J said...
    Sendo bem sincera e repetitiva, não acredito, de coração, que um amor assim chegou ao fim.
    Espero ansiosa, como você, por um novo post. E que seja alegre, de uma volta linda, de um casal que se ama. E ultrapassando todos os limites, porque é assim mesmo que o amor tem que ser.
    Te amo, viu?
    E tô aqui, pro que der e vier. Sempre!

Post a Comment



Template by:
Free Blog Templates